MANTRA OM


Silvia Rêgo: Membro e Embaixadora Planetária, Terapeuta Holística, Naturopata, Ufóloga, Astrônoma Técnica e Consultora Espiritual.
O mais poderoso dos Mantras 
Mantra é uma palavra em sânscrito e seu significado é: man é mente e tra significa controle. Assim mantra, é a combinação de sons que nos dá o controle da mente, nos sintoniza com a freqüência do amor, nos traz recolhimento e tranqüilidade. O mantra é a palavra cósmica ou vibração sonora cósmica.


O mantra OM é o som primordial que contém todos os outros sons e do qual toda a criação surgiu. Segundo as escrituras indianas, é a sílaba mística, o corpo sonoro de Deus. É a essência interior de todos os mantras. É a palavra sagrada da qual emana todo o universo. OM é uma invocação, uma bênção, é a vibração da própria alma.


Escreve-se AUM, mas se pronuncia OM. É o símbolo da Divindade Suprema. As três letras representam os três aspectos de Deus: Deus Criador, Deus Conservador, Deus Transformador. É a Trindade da Unidade.


Uma maneira fácil e poderosa para purificar a mente, a fala e as ações é repetir o mantra, o nome de Deus. Quando você repete com sinceridade e com regularidade, você obtém os frutos e benefícios desta prática. Com a repetição do mantra você aprende a esvaziar sua mente, limpando-a de tantos pensamentos desnecessários.


Como dizem os sábios indianos: "a eficácia psicoterapêutica do OM é considerada sem limites". O mantra é um grande purificador e elimina a ansiedade e tensões, substituindo a inquietude da mente pela paz e alegria interior.


Experimente agora o poder deste mantra. 

O OM é também o bíja-mantra do ájña chakra, isto é, o som-semente que desenvolve o centro de força situado entre as sobrancelhas, responsável pela meditação, intuição, inteligência, premonição e hiperestesia do pensamento. Por isso, é o mantra que produz melhores resultados para as práticas de dhyána e samyama, bem como desperta um bom número de siddhis.
Ninguém pode negar que o OM seja um símbolo muito poderoso. Ele é forte pelo seu traçado yântrico em si, pela sua antiguidade, seus milhares de anos de impregnação no inconsciente coletivo, pelos bilhões de hindus que o usaram e veneraram, geração após geração, durante dezenas de séculos, desde muito antes de Cristo, antes de Buddha, antes da civilização européia existir e, durante esse tempo todo, toda essa gente fortaleceu a egrégora do OM!
Evidentemente, portando um tal símbolo, estabelecemos sintonia com uma corrente de força, poder e energia que é uma das maiores, mais antigas e mais poderosas da Terra. Por isso, muita gente associa com a ideia de proteção o uso de uma medalha com o símbolo do OM


Embora sejamos obrigados a reconhecer certa classe de benefícios dessa ordem, achamos que tal não deve ser a justificativa para portar a medalha, pois, agindo assim, ficaríamos susceptíveis de descambar para o misticismo, contra o qual a nossa linhagem de Yôga (Niríshwarasámkhya) é taxativa. Deve-se usá-la de forma descontraída e se nos dá prazer; se estamos identificados com o que ela significa e com a linhagem que representa. Não por superstição, nem para auferir benefícios.
A Medalha com o OM

Quando o leigo manda executar uma medalha com o OM normalmente incorre em alguns erros. Para evitá-los, atente ao seguinte:


a) o OM não deve ser recortado ou vazado, pois se for feito assim, ficará virado com freqüência, apresentando o OM invertido, isto é, sua antítese em termos de simbolismo, conseqüentemente, com efeitos opostos;


b) habitualmente os profissionais que executam o OM não entendem nada do símbolo que estão tentando reproduzir e terminam por cometer erros grosseiros, muitas vezes fazendo desenhos de mau-gosto e que perdem a característica original, anulando seus efeitos positivos.

Por essas razões a União Nacional de Yôga mandou cunhar uma medalha em forma antiga, tendo de um lado o
OM circundado por outras inscrições sânscritas; e do outro lado o ashtánga yantra, símbolo de proteção do Método DeRose.
Ashtánga yantra, o verso da medalha

O ashtánga yantra é o símbolo do SwáSthya Yôga, o Yôga Antigo. Suas origens remontam às mais arcaicas culturas da Índia e do planeta. Parte de sua estrutura é explanada no Shástra Yantra Chintamani. Nessa obra clássica, sob a ilustração consta a legenda: “Este é o yantra que detém a palavra na boca do inimigo”. Constitui um verdadeiro escudo de proteção, lastreado em arquétipos do inconsciente coletivo.
Como qualquer escudo de proteção, não pode ser usado como arma de ataque. Assim, ninguém conseguirá utilizá-lo para fazer mal a pessoa alguma. No entanto, se alguém agredir um protegido pelo ashtánga yantra, ferir-se-á gravemente. Por isso, quase todas as pessoas que usam o verbo para atacar o portador do ashtánga yantra costumam colher tão amargos infortúnios.


Como entoar o mantra OM

- Sente-se em uma posição confortável. Pode sentar-se em uma cadeira, com os pés paralelos no chão ou pode sentar-se no chão com as pernas cruzadas.
- Coloque as mãos uma em cima da outra em seu colo.
- Feche os olhos.
- Inspire e ao expirar entoe o mantra
OM... Deixe o som sair bem prolongado... Dê uma pausa para inspirar e expirar e continue...Inspire e expire, ressonando a sílaba OM...
- O som parte da garganta e termina nos lábios cerrados. Entoe o mantra quantas vezes quiser, o tempo que quiser. Entregue-se ao som do mantra
OM...

Ao cantar ou entoar esta sílaba sagrada, que é a raiz de todos os mantras, experimente o som da criação ressoando no seu interior. Ao repetir o mantra
OM, sinta a energia criadora divina que mora também em seu coração.

Depois fique em silêncio por alguns instantes. Sinta a paz que este mantra traz para sua mente.


Como meditar com o mantra OM.
Leia as instruções e medite por alguns instantes:

- Você pode se sentar no chão de pernas cruzadas sobre uma almofada ou pode preferir se sentar na cadeira com os pés paralelos no chão. Assuma uma postura cômoda. 
- Coloque as mãos para baixo sobre os joelhos ou sobre as coxas, com os dedos polegares e indicadores se tocando.
- Deixe a coluna naturalmente alongada.
- Feche os olhos. Suavize seu rosto com um leve sorriso. Relaxe seu pescoço. Fique em uma postura sem rigidez, sem tensão. 
- Respire naturalmente pelas narinas. Perceba o movimento natural da respiração. Permita que a respiração suavize seu corpo e aquiete sua mente. 
- Repita silenciosamente o mantra OM, sintonizando-o com a inspiração e a expiração... e volte sua atenção para o interior.
- Apenas observe seus pensamentos, sem fazer nada para parar sua mente, sem lutar com ela. Seja apenas um observador, uma testemunha de si mesmo, enquanto respira e pensa no mantra.
- Quando puder, ao inspirar, repita silenciosamente OM... e ao expirar OM...
- Permaneça meditando uns quinze minutos, com o corpo suave e relaxado. 

Quando terminar a meditação, volte devagar. Leve sua atenção para a respiração. Inspire e expire. Alongue-se um pouco se quiser. Perceba como está se sentindo mais leve, relaxado e revigorado. Abra os olhos e guarde essa sensação gostosa dentro de você. Deixe que ela se expanda para sua vida.

Com a prática regular da meditação, você purifica o corpo, a mente e espírito. Aquieta sua língua, sua mente e seu corpo e isto leva você a um estado de tranqüilidade e relaxamento. E na medida que você vai meditando, com paciência e persistência, a mente vai se acalmando, e você vai encontrando apoio e força interior para viver mais feliz e em paz. Você fica consciente de sua coragem e faz com ela permeie sua vida cotidiana.
*NAMASTÊ*

LISTA DE CURA "ESTRELA SOLAR"

PARA PARTICIPAR DA CURA E ENERGIZAÇÃO À DISTÂNCIA, ESCREVA O SEU NOME COMPLETO, DATA DE NASCIMENTO E A CIDADE ONDE RESIDE E FAÇA O SEU PEDIDO.

VOCÊ PODE PEDIR AJUDA PARA SI, UMA PESSOA AMIGA, UM FAMILIAR, PELA HUMANIDADE OU PELO PLANETA.

LISTA DE CURA E ENERGIZAÇÃO


















Postagens Populares